América mostra superioridade, vence o Cruzeiro e encara o Atlético na final

América mostra superioridade, vence o Cruzeiro e encara o Atlético na final

O América foi melhor e venceu o Cruzeiro por 3 a 1, neste domingo, no Independência, pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro. Na primeira partida, no último fim de semana, no Mineirão, o Coelho triunfou por 2 a 1. Os resultados positivos contra o clube celeste credenciam o time do técnico Lisca a desafiar o Atlético na final do Estadual.

Em boa fase, o América começou melhor a partida e abriu o placar no primeiro tempo em cobrança de pênalti de Rodolfo. Na etapa final, o Cruzeiro conseguiu crescer e empatou com Matheus Barbosa. Apesar disso, o Coelho conseguiu marcar mais dois: Rodolfo, em mais uma cobrança de penalidade máxima, e Ramon.

As partidas da decisão do Estadual ocorrerão nos dois próximos finais de semana. Por ter feito a melhor campanha na fase de grupos, o Atlético tem a vantagem de ser campeão com vitória e derrota com a mesma diferença de gols. Eliminado do Mineiro, o Cruzeiro terá uma intertemporada pela frente antes do próximo compromisso. Isso porque o time celeste só volta a campo pela Série B do Campeonato Brasileiro, com início previsto para os dias 28 e 29 de maio.

Durante os dois jogos, o América mostrou que tem um time melhor que o Cruzeiro. Neste Campeonato Mineiro, o Coelho somou três vitórias contra a Raposa: 1 a 0 na primeira fase, 2 a 1 na primeira semifinal e 3 a 1 neste domingo.

América melhor

O América começou o jogo melhor, avançando os jogadores no campo de defesa do Cruzeiro. O time do técnico Lisca, que viu o jogo da arquibancada porque estava suspenso, assustou logo no primeiro lance. Cáceres tocou errado na intermediária, Alê roubou a bola e chutou com perigo à esquerda do gol de Fábio.

Mesmo com vantagem por ter vencido o primeiro jogo, o Coelho seguiu com a marcação alta e não deixou o Cruzeiro trabalhar a bola. Em dificuldade, a equipe de Felipe Conceição não conseguiu avançar e criar oportunidades de gol.

Aos 23 minutos, o Coelho quase abriu o placar. Bruno Nazário recebeu a bola pela esquerda e cruzou na área. Juninho subiu sozinho – Matheus Pereira, que marcava o americano, não saiu do chão – e acertou a trave.

As duas melhores chances do Cruzeiro no primeiro tempo ocorreram em cruzamentos. Aos 35′, Sobis cruzou, a zaga tirou, mas a bola sobrou limpa para Cáceres finalizar. O paraguaio isolou a melhor oportunidade da Raposa.

Aos 40′, após cobrança de escanteio, a zaga americana rebateu e a redonda sobrou para Bruno José na entrada da área. Ele emendou de primeira para grande defesa de Matheus Cavichioli.

Melhor no jogo, o Coelho conseguiu abrir o placar. Aos 46 minutos, o atacante Bruno José empurrou Eduardo Bauermann na área após cruzamento. Na cobrança, Rodolfo fez 1 a 0.

Coelho garante a vitória

Para a etapa final, o técnico Felipe Conceição promoveu a estreia do jovem atacante Guilherme Bissoli, de 23 anos. O jogador emprestado pelo Athletico-PR até o fim do ano entrou em campo na vaga de Rômulo. Com a alteração, Sobis foi recuado e passou a jogar como meio-campista.

Logo aos 4′ do segundo tempo, o Cruzeiro teve uma grande chance de empatar. Cáceres cruzou na área, Diego Ferreira cortou mal, nos pés de Airton, que, na marca do pênalti e sozinho, chutou nas mãos de Cavichioli.

No lance seguinte, mais uma boa oportunidade. Bissoli recebeu de costas para o gol dentro da área e tocou para trás para Cáceres, que chutou fraco no ângulo. O goleiro americano defendeu.

Melhor depois da volta do intervalo, o Cruzeiro conseguiu empatar aos 17 minutos. Matheus Pereira cruzou da esquerda na cabeça de Matheus Barbosa, que subiu mais alto que João Paulo e testou no canto direito para empatar: 1 a 1.

A igualdade durou pouco tempo. Aos 23′, Ribamar chutou e Ramon desviou a bola com o braço. O árbitro Felipe Fernandes de Lima analisou  o lance no VAR e marcou o pênalti. Na cobrança, Rodolfo bateu rasteiro no canto esquerdo de Fábio e fez o gol da vitória: 2 a 1.

Nos acréscimos, em um contra-ataque, Ramon marcou o terceiro para o América: 3 a 1.

AMÉRICA 3 X 1 CRUZEIRO

América
Matheus Cavichioli, Diego Ferreira, Eduardo Baurmann, Anderson e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho (Juninho Valoura), Alê (Eduardo) e Bruno Nazário (Ribamar); Felipe Azevedo (Ramon) e Rodolfo (Ademir)
Técnico: Cauan de Almeida

Cruzeiro
Fábio; Cáceres, Weverton, Ramon e Matheus Pereira; Adriano (Claudinho), Matheus Barbosa (Marcinho) e Rômulo (Guilherme Bissoli); Airton (Stênio), Bruno José (Felipe Augusto) e Rafael Sobis
Técnico: Felipe Conceição

Gols: Rodolfo 2x e Ramon (América) e Matheus Barbosa (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Adriano (Cruzeiro) e Bruno Nazário, Ademir, Geovani, Diego Ferreira e Eduardo Bauermann  (América)
Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte
Data e horário: 9 de maio, domingo, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza

Fonte: Super Esportes

CATEGORIAS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )