Candidato da Argentina ao Oscar, filme 'Zama' tem DNA brasileiro

filme argentino “Zama”, uma atrações mais esperadas da Mostra de São Paulo nesta segunda-feira (23), foi o indicado do país ao próximo Oscar. Embora a produção dirigida por Lucrecia Martel, que traz no roteiro um retrato da colonização espanhola da América, seja uma indicação argentina, o sangue latino da obra também traz um DNA do Brasil.
O longa épico resulta de uma coprodução, entre os dois países, operada no Brasil pela produtora Bananeira Filmes, segundo informações da Folha de São Paulo.
A participação da produtora brasileira na produção corresponde a 22% do total do orçamento de “Zama”, algo em torno de US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 8 milhões).
O elenco também traz a participação de atores brasileiros, como Matheus Nachtergaele e Mariana Nunes. Além do elenco, a direção de arte e a montagem são assinadas por brasileiros, assim como trilha sonora, composta pelos índios tabajara.
“O filme tem uma premissa latino-americana, se passa quando ainda nem se sabia que viraríamos Brasil ou Argentina. A parceria foi orgânica”, afirmou a produtora Vania Catani, da Bananeira, à Folha.

CATEGORIAS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )