Em três meses, Minas registra mais de 2,6 mil casos de agressão contra crianças e adolescentes

Em três meses, Minas registra mais de 2,6 mil casos de agressão contra crianças e adolescentes

Minas Gerais registrou, somente nos três primeiros deste ano, 2.632 casos de agressão e lesão corporal contra crianças e adolescentes de até 17 anos, uma média de quase 30 casos por dia no período de janeiro a março. Os dados são da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

De acordo com a pasta, em todo 2020, foram 11.253 situações do mesmo tipo. Desse total, 5.295 registros foram feitos por lesão corporal e 5.958 por agressão. Os números apontam para a necessidade de atenção e denúncia por parte da população.

Na noite dessa segunda-feira (26), uma menina de apenas 2 anos foi internada em estado grave após ter sido supostamente agredida pelo próprio padrasto, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O homem está foragido.

Há duas semanas, Marco Gama, presidente do Departamento Científico de Segurança da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), declarou que “seguramente” a violência contra crianças e jovens cresceu durante a pandemia de Covid-19, já que a vítima perdeu a chance de pedir socorro a um vizinho, um professor ou colega devido ao isolamento social.

Como denunciar

De acordo com a Sejusp, para denunciar violação dos diretos da criança e do adolescente basta o cidadão usar o Disque 100, que é um serviço do governo federal vinculado à Secretaria de Direitos Humanos.

“O Disque 100 recebe denúncias de forma anônima e encaminha o assunto aos órgãos competentes no município de origem da criança ou do adolescente. A ligação pode ser feita de qualquer parte do Brasil. A ligação é gratuita, anônima e com atendimento 24 horas, todos os dias da semana”, informou, em nota.

CATEGORIAS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )