Idosa que morreu em 2017 aparece na lista de pessoas vacinadas em asilo de Ponte Nova

Idosa que morreu em 2017 aparece na lista de pessoas vacinadas em asilo de Ponte Nova

A comissão especial de combate à pandemia da Câmara Municipal de Ponte Nova, na Zona da Mata, quer abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a vacinação na cidade. Os parlamentares verificaram inconsistências na lista de imunizados, como o nome de uma idosa que morreu há mais de três anos.

O nome da idosa, Celiana Drumond, aparece na lista de pessoas que receberam as doses no asilo de Ponte Nova, ao lado do número 73, que seria a idade dela. No entanto, Celiana morreu no dia 16 de agosto de 2017, bem antes da pandemia. A informação foi confirmada pelo cartório de registro civil do município.

Os vereadores encontraram outros problemas na lista. Alguns nomes aparecem duas vezes. Além disso, pessoas que não atuam diretamente no combate à pandemia teriam sido vacinadas antes de profissionais da linha de frente.

Agora, os parlamentares querem saber da prefeitura quais foram os critérios utilizados para a imunização.

“Nós pedimos uma CPI da vacinação, porque temos uma uma dificuldade muito grande no município por burocracia. Então, faltam dados para chegarmos a uma conclusão”, diz o vereador Wellerson Mayrink (PSB), presidente da comissão especial de Covid-19 da Câmara Municipal de Ponte Nova.

A Prefeitura de Ponte Nova afirmou que houve um erro no preenchimento da lista. Disse, ainda, que todos os vacinados estão nos grupos de idosos e profissionais da saúde.

G1 Minas

CATEGORIAS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )