Mãe e dois filhos ficam feridos após incêndio em residência

Mãe e dois filhos ficam feridos após incêndio em residência

Um incêndio em uma casa na Rua Maria Lopes de Freitas (antiga Rua Três), no Bairro Anápolis, em Caratinga, deixou três pessoas feridas, nesta manhã de quarta-feira (30).

Testemunhas informaram que as vítimas – a mãe e os dois filhos dela – foram socorridos por vizinhos. A mãe, de 22 anos, e os filhos dela, um bebê, de 1 mês, e um menino, de 4 anos, foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No momento do incêndio, o pai das crianças já havia saído para trabalhar.

“Nós fomos acionados por voltas das 8h30 para um incêndio em residência no qual tinham três vítimas. Ao chegar, nós já encontramos os vizinhos fazendo o combate ao incêndio em um cômodo da residência. Os três moradores da casa já tinham sido socorridos por terceiros e encaminhados para o meio médico. Coube a nós fazer a ventilação do local, retirar o material que ainda estava fumegando e ainda eliminar algum braseiro que tinha dentro do cômodo. O incêndio se conteve em apenas um cômodo da casa. São três cômodos e ele ficou em um cômodo, era o quarto. No local, tinham a mãe, uma criança de colo e outra de aproximadamente 4 anos. A gente ainda não sabe a gravidade dos ferimentos dessas vítimas porque não foram atendidas por nós”, disse sargento Silvestre, do Corpo de Bombeiros.

O fiscal de obras Isac Batista trabalhava próximo ao local e ajudou a arrombar o portão da casa. “Estávamos um colega e eu fazendo o levantamento da via e de repente ele escutou um grito de socorro. A gente olhou ao redor e viu a fumaça saindo da residência. Corremos e ao chegar aqui, a mulher já tinha saído da casa, porém, ela não conseguia sair para a rua. O portão estava trancado e ela não conseguia abrir. A gente teve que fazer o arrombamento do portão. Nisso, a vizinhança também já chegou, uma vizinha socorreu a criança de colo e os outros vizinhos providenciaram para apagar as chamas. A gente acionou os bombeiros, mas, quando chegaram, o incêndio havia sido controlado e a população socorrido as vítimas que sofreram queimaduras”.

Washington Silva, vizinho das vítimas, estava em casa quando ouviu a mãe das crianças gritar por socorro.
“Eu estava em casa me preparando para trabalhar e escutei o pedido de socorro. Aí subi correndo por uma laje e pulei. O menino estava bem queimado, os dois, ela também. Eu pulei, não pensei duas vezes não. Tentei socorrer, consegui apagar ali. Pela situação dela, fiquei meio sem reação na hora. Aí o primo do esposo dela chegou e a levou para a UPA. E eu fiquei apagando o fogo”.

De acordo com informações dos bombeiros, a mãe teve queimaduras nas pernas, nos braços e no peito, o menino, de 4 anos, também nas pernas, nos braços e na barriga e o bebê no braço esquerdo. Segundo informado por testemunhas, a mãe das crianças acredita que um curto-circuito em um ventilador possa ter provocado o incêndio na residência. “Ela acha que foi um ventilador que provocou um curto-circuito”, disse Isac.

O Corpo de Bombeiros preservou o local até a chegada da perícia da Polícia Civil. “Segundo o perito, em conversa com a gente, ele suspeita que seja um curto-circuito. Verificou lá que tinha muitas tomadas ligadas num mesmo local e alguns aparelhos apresentaram sinais de que entraram em curto. Aí ele irá apresentar o laudo posteriormente, mas essa foi a primeira suspeita dele”, completou sargento Silvestre.

Informações: Tv Sistec

CATEGORIAS
TAGS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )