PC de Divino prende moradores de Manhuaçu suspeitos de golpes de estelionato

PC de Divino prende moradores de Manhuaçu suspeitos de golpes de estelionato

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Divino, prendeu nessa quarta-feira (19/5), dois homens, de 23 e 29 anos, suspeitos de integrarem um grupo criminoso especializado em golpes de estelionato. Um veículo adquirido mediante fraude foi recuperado pelos policiais.

A dupla foi presa em flagrante após os policiais civis montarem operação para monitorar uma das transações fraudulentas. Após a formalização das prisões, os presos foram encaminhados ao sistema prisional.

INFORMAÇÕES

A Polícia Civil recebeu informações noticiando que uma dupla estaria supostamente aplicando golpes de estelionato, adquirindo veículos e dando em pagamento cheques extraviados ou furtados em nome de terceiros.

Após diversas diligências, conseguimos contato com uma das titulares dos cheques que estariam sendo usados pelos suspeitos. A mulher confirmou que nem chegou a receber o talonário. A PCMG apurou que um malote com diversos talões de cheques havia sido extraviado do banco.

Os policiais montaram campana no local onde os suspeitos haviam marcado de encontrar com o vendedor. Após a dupla chegar ao local, vistoriar o carro que estava sendo vendido pela vítima, um dos suspeitos disse que iria comprar o carro e pediu que o outro preenchesse e assinasse o cheque (pertencente a terceiro totalmente estranho aos fatos).

Como se fosse o titular da conta bancária vinculada ao talão, o segundo rapaz preencheu e assinou o cheque. A partir daí, foram abordados e presos.

Durante as buscas foram arrecadadas outras folhas de cheque da mesma conta com um dos autores, bem como cheques de outra conta da mesma agência.

Os suspeitos R. A. D., de 23 anos e T. R. A., de 29 anos, disseram ser moradores de Manhuaçuzinho, município de Manhuaçu/MG.

A dupla foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil e apresentaram versões desencontradas. Após intenso trabalho de entrevista e cruzamento de dados com confrontação dos conduzidos, a equipe policial constatou que os dois suspeitos haviam realizado outros golpes da mesma modalidade recentemente.

O veículo utilizado para ir a Divino tinha sido comprado pela manhã na cidade de Manhuaçu, onde também efetuaram o pagamento com cheque de procedência desconhecida. A vítima deste crime foi identificada e localizada, comparecendo na delegacia para prestar declarações, onde confirmou a venda do referido automóvel horas antes da prisão dos envolvidos.

Ao final do interrogatório, um dos suspeitos confessou que havia adquirido recentemente ao menos três veículos aplicando a mesma modalidade de golpe.

As ações foram coordenadas pelo Delegado de Divino, Dr. Cristiano Silva de Almeida. Os investigados foram encaminhados ao Presidio de Eugenópolis/MG.

CATEGORIAS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )