PF faz operação contra fraudes no auxílio emergencial em BH e interior de MG

PF faz operação contra fraudes no auxílio emergencial em BH e interior de MG

Onze municípios mineiros, incluindo BH, são alvo de uma ação da Polícia Federal (PF)que combate fraudes no auxílio emergencial, benefício pago pelo governo em decorrência da pandemia da Covid-19. A nova fase da operação Subitis Auxilium 2.0 é realizada terça-feira (11).

Ao todo, 60 policiais cumprem 14 mandados de busca e apreensão. A PF também obteve o bloqueio de 39 contas bancárias de empresas, além de 13 medidas cautelares que visam a prisão dos envolvidos. As medidas foram expedidas pela 11ª Vara Federal da capital.

Segundo a PF, foram identificadas fraudes de alta complexidade no pagamento do auxílo emergencial. Conforme a corporação, os criminosos utilizaram modelos sofisticados de execução. As informações foram possíveis após o cruzamento de dados pela Caixa Econômica Federal.

“Foi possível identificar beneficiários de valores oriundos de contas contestadas por fraude junto à Caixa e que foram utilizados para efetuar diversas compras em estabelecimentos comerciais, por intermédio de máquinas de cartão de crédito/débito e compras virtuais, com indícios de conivência por parte de seus responsáveis legais e/ou funcionários”, informou a PF.

Além de BH, as ações ocorrem em Betim, Ribeirão das Neves, Sabará e Santa Luzia, na região metropolitana; Ituiutaba, Nova Serrana e Carmo da Mata, no Centro-Oeste; Jacutinga, no Sul de Minas, e Uberlândia, no Triângulo.

A operação é realizada com a participação dos ministérios Público Federal (MPF) e da Cidadania (MCid), Caixa, Receita Federal (RF), Controladoria-Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas da União (TCU).

CATEGORIAS
TAGS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )