Projeto Elzas é lançado pela Polícia Civil em Manhuaçu

Projeto Elzas é lançado pela Polícia Civil em Manhuaçu

Neste mês da Mulher, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) lançou o projeto Elzas, em Manhuaçu. A iniciativa é da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), ligada à Delegacia Regional, e tem como objetivo oferecer acolhimento e suporte psicológico a meninas e mulheres vítimas de violência doméstica no município e região.

Após o projeto Frida trazer otimização aos trabalhos e acesso virtual aos serviços disponibilizados, o Elzas, coordenado pela delegada Adline Ribeiro e pela escrivã Ana Rosa Campos, vem reforçar o rompimento do ciclo de violência. Além de atendimento psicológico, realizado na Delegacia Regional, em parceria com a Faculdade do Futuro por meio de estágio supervisionado, serão oferecidas rodas de conversas, oficinas e grupos de apoio às vítimas.

Adline Ribeiro ressalta que não basta somente combater a violência contra as mulheres. “A Polícia Civil, além do compromisso com a investigação criminal no enfrentamento da violência doméstica, precisa também promover ações de suporte psicológico. Devemos buscar, mesmo nós da Polícia Civil, tratar as dores físicas e as dores psicológicas, as quais, em muitos casos, são muito piores que as dores físicas”, afirma a delegada.

Projeto Elzas

A escrivã Ana Rosa explica que o nome do projeto é uma homenagem à cantora Elza Soares, que sofreu violência doméstica durante muitos anos por parte do marido. “Elza Soares acredita que, através do canto, através da verbalização das dores, através da fala, a mulher pode sair dos relacionamentos abusivos, pode conquistar o empoderamento. Queremos que essas mulheres venham participar do projeto e, assim como propõe Elza Soares, falem de suas dores e conquistem a liberdade”, destaca.

Com informações da Polícia Civil

CATEGORIAS
TAGS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )