Sistema FAEMG e Epamig fecham parceria para potencializar a competitividade do agro mineiro

Sistema FAEMG e Epamig fecham parceria para potencializar a competitividade do agro mineiro

Criação de um centro de referência para a cadeia leiteira e expansão das atividades nos 22 campos experimentais do estado começam a sair do papel ainda em 2021.

 

Minas Gerais se prepara para criar um centro de excelência para o agronegócio do leite. Fruto de parceria anunciada na última semana entre o Sistema FAEMG/SENAR/INAES e a  Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), a será referência em pesquisa, treinamento, difusão de tecnologias e aprimoramento de todos os elos da cadeia. Junto com o Centro de Excelência na Cafeicultura e o Centro de Pecuária de Precisão, o novo centro vem para valorizar uma das principais cadeias do agronegócio no estado.

Segundo o superintendente do SENAR MINAS, Christiano Nascif, a unidade será construída tendo como base a estrutura do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), em Juiz de Fora, entidade tradicional e reconhecida na formação de técnicos em laticínios. “A ideia é, principalmente, aperfeiçoar o atendimento ao nosso principal cliente, o produtor rural mineiro, e ao agronegócio mineiro. Sistema FAEMG e EPAMIG, juntos, têm tudo para fazer uma mudança muito positiva para o nosso estado nessa área”, frisa Nascif.

Para a presidente da Epamig, Nilda Soares, a parceria faz justiça ao leite, um grande produto do agro mineiro ao lado do café. “Minas merece um local para gerar tecnologia e difundir conhecimento para os nossos agricultores. Com certeza a EPAMIG quer fazer parte disso. Quanto mais capacitarmos nossos produtores, mais rápido as tecnologias chegarão ao campo”, afirma a professora.

“Minas Gerais está muito bem representada com essa parceria. Quem ganha é o produtor rural e o agronegócio mineiro”, analisa o superintendente técnico da FAEMG, Altino Rodrigues.

 

Campos da EPAMIG vão sediar atividades do Sistema FAEMG

Pesquisa e extensão. Os 22 campos experimentais da Epamig passarão a abrigar novos projetos e atividades conjuntas de capacitação e qualificação comandados pelo Sistema FAEMG. A parceria integrou um pacote de cooperação acertado entre as entidades.

Além do espaço para formação de produtores, técnicos e instrutores, a parceria também irá fomentar a pesquisa e difusão de tecnologias no meio rural e fortalecer a formação voltada para a agroindústria artesanal por meio do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT).

Estrutura abrangente

Nove das dez regionais do Sistema FAEMG no interior têm pelo menos um campo experimental da EPAMIG em sua área de abrangência. São fazendas de 30 a 970 hectares, com estrutura de pesquisa, produção vegetal e animal e realização de eventos, voltadas para as principais atividades produtivas de cada região e adaptadas à realidade local, como explicou o diretor de operações técnicas da EPAMIG, Trazilbo José de Paula Júnior. Os campos sediam unidades de produção e unidades demonstrativas, e possuem capacidade para realização de eventos diversos. Todas as atividades serão conduzidas em conjunto com os Sindicatos Rurais e entidades cooperadas do SENAR MINAS.

De acordo com o superintendente do SENAR MINAS, Christiano Nascif, a ideia é focar ações sempre na principal atividade da região, “mas que os dias de campo representem, também, a diversificação do agro mineiro, mostrando alternativas de renda para os produtores, podendo explorar outras áreas de atuação dos campos”.

As duas entidades já possuem um termo de cooperação firmado e agora vão levantar as necessidades para iniciar as atividades, com planos de trabalho diferentes para cada unidade.  A previsão é que já no segundo semestre tenham início ações do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) nos campos experimentais em todo o estado.

CATEGORIAS
TAGS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )