Suspeito de cárcere privado e tortura é preso pela Polícia Civil

Suspeito de cárcere privado e tortura é preso pela Polícia Civil

Neste sábado, dia 09, a Polícia Civil de Minas Gerais, através da delegacia de Matipó, deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva e busca e apreensão em desfavor de um suspeito conhecido por reiteradas práticas criminosas, ao longo dos último 9 anos, no distrito de Padre Fialho, pertencente ao município de Matipó.

Na residência do suspeito, os policiais localizaram uma menor de 15 anos, que havia fugido de casa na data de 19 setembro de 2021. Segundo informações da mãe da menor, o suspeito vinha escondendo a adolescente da família, que estava sem notícias da filha. A menor foi entregue ao conselho tutelar da cidade.

Também foi apreendida uma garrafa contendo líquido inflamável, com um pano amarrado no gargalo, conhecido como coquetel motovov, uma espécie de bomba incendiária.

O suspeito, nos últimos meses, é investigado por ter praticado uma séries de crimes. Em setembro desse ano, ele tentou roubar um carro em Padre Fialho, porém, a vítima estava armada e reagiu atirando nos pés do meliante.

O homem ainda é investigado por ter mantido refém, a família de um rival que estaria lhe devendo droga. Na data de 07 de agosto, o suspeito invadiu a casa da vítima, que estava com seus três filhos menores e sua mãe. O autor estava com uma faca e uma corda e ameaçava matar todos, e dizia que iria amarrá-los e atear fogo na casa.

Por último, na data de 22 agosto de 2021, meliantes entraram no supermercado de uma das vítimas e, além de furtaram as mercadorias, atearam fogo no supermercado. Durante as investigações, algumas pessoas disseram que viram o autor dos crimes nos fundos do supermercado, antes do incêndio começar.

Na presente data os policiais apreenderam uma bomba caseira incendiária na casa do suspeito .

Após o cumprimento do mandado de prisão, ele foi encaminhado para o presídio da comarca de Abre Campo. Segundo o delegado responsável pela operação, ainda existem outros crimes em investigação que podem ter sido praticados pelo meliante.

“Com a prisão pretendemos restabelecer a paz e a ordem na ordeira e pacata comunidade de padre Fialho”, explica Dr. Breno Delegado.

CATEGORIAS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )