Brasileiro salva crianças em Dublin ao dar ‘capacetada’ em agressor

Carros foram incendiados durante protesto realizado em Dublin nesta quinta-feira (23) - Foto: Peter MURPHY / AFP

Um brasileiro pode ter sido o grande responsável por evitar uma tragédia em Dublin, na Irlanda, nesta quinta-feira (23). O entregador Caio Benício relatou em áudio, em um grupo de WhatsApp de brasileiros, que conseguiu conter um homem que estava desferindo facadas em crianças horas antes. O jornal Irish Times confirma que um brasileiro foi responsável por impedir o agressor.

O incidente violento aconteceu próximo à porta de uma escola. Um homem de 50 anos, nascido em outro país e cidadão irlandês há duas décadas, atacou várias pessoas usando uma faca. Três crianças e dois adultos foram hospitalizados, sendo uma delas em estado grave.

“Eu vi o cara puxando a professora, pegando a criança. Eu dei uma freada para ver o que estava acontecendo, achei que fosse uma briga normal. Aí a professora puxou uma criança, o cara puxou outra criança e puxou uma faca. Uma criança de cinco anos!”, diz Caio no áudio que viralizou entre a grande comunidade brasileira na Irlanda.

“Cara, joguei a moto no chão e fui para cima do cara. O cara esfaqueando a garota no peito (…), nem pensei em nada. tirei meu capacete e dei com o capacete na cabeça, que até derrubou o cara. Acho que consegui derrubar o cara com a porrada de capacete que dei na cabeça dele”, relata Caio, que teve de prestar depoimento à polícia irlandesa.

O capacete teve de ficar com a perícia, porque poderá ser usado na investigação. Após a queda do agressor, outras pessoas conseguiram segurá-lo até a chegada da polícia.

Após o ataque na porta da escola, a situação ficou ainda mais preocupante em Dublin. Confrontos atribuídos à extrema direita sacudiram a capital irlandesa no período da noite.

Na manifestação, centenas de pessoas exibiam cartazes que diziam “Irish Lives Matter” (as vidas dos irlandeses importam) e bandeiras do país. O ato foi realizado em um bairro com forte população de imigrantes, constatou um jornalista da AFP.

Um carro da polícia foi incendiado e as forças de segurança foram alvo de projéteis atirados pela multidão. Lojas foram arrombadas e saqueadas, enquanto homens falavam palavras de ordem contra imigrantes. Ônibus, carros e diferentes meios de transporte foram incendiados.

Em meio à multidão, alguns manifestantes mencionaram o homicídio de uma jovem professora, cometido por um eslovaco, que foi condenado recentemente à prisão perpétua.

(Com AFP)

CATEGORIAS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )
pt_BRPortuguese