Ex-aluna do SENAR MINAS faz sucesso com derivados do leite e geleias diferentes

Ex-aluna do SENAR MINAS faz sucesso com derivados do leite e geleias diferentes

Após fazer o curso de Derivados do Leite oferecido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES/Sindicatos em agosto de 2020, a produtora rural Maria Cupertino aumentou a qualidade e o rendimento dos queijos que já produzia no Sítio Vista Alegre, em Vermelho Novo. “Agora não tem erro. Independentemente da quantidade, o padrão é o mesmo”, afirmou.Pode ser uma imagem de comida

Na formação oferecida em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Raul Soares também aprendeu a fazer iogurtes de frutas que tiveram ótima aceitação e tornaram-se uma importante fonte de renda para Maria e o esposo Paulo Cupertino em 2020. “Nós temos um serviço de buffet e com a pandemia os eventos foram cancelados. O curso chegou na hora certa e ajudou a mim e a muitos da minha comunidade. Em dezembro cheguei a vender 40 litros de iogurte por semana”, contou a produtora.

Os produtos são feitos com leite produzido na propriedade, e o casal de agricultores familiares também produz café e comercializa ovos e galinha caipira. Atualmente os queijos são feitos por encomenda e são vendidos por R$15 (trufados com recheio de goiabada e doce de leite feitos por ela) e R$20 o queijo Minas padrão e meia cura. Maria disse que os produtos são conhecidos na região pelo sabor e pela qualidade. “Aproveitei as dicas da instrutora e melhorei os meus produtos e os clientes aprovaram”.

Novidades

Este ano, Maria começou a investir na produção de geleias. A inspiração veio das preparações que ela aprendeu também no curso do Sistema FAEMG. Na formação a geleia de frutas foi usada para saborizar os iogurtes.

A produtora usou o conhecimento adquirido e buscou mais informações sobre as geleias para lançar a novidade. Os 50 anos de experiência na cozinha e muita criatividade fizeram do novo negócio um grande sucesso.

As tradicionais geleias de frutas como morango, maracujá e jabuticaba ganharam a companhia dos sabores de morango com pimenta, laranja com pimenta, menta, e da geleia de bacon que hoje é o carro-chefe da produção. “Fui testando, buscando na memória os sabores que combinavam entre si e os clientes adoraram. Fazer geleia é difícil, mas com conhecimento, cuidado e carinho, sempre dá certo”.

Atualmente Maria vende 12 a 15 potes de 250 gramas por semana. O contato com os clientes é feito pelas redes sociais. Os preços variam de R$15 a R$18. “Tudo começou graças ao SENAR. Sou grata a instrutora e ao Sindicato pela atenção e pela oportunidade de capacitação. Somos pequenos produtores e as vendas têm ajudado a suprir as nossas necessidades. Meu sonho é construir a minha fábrica e conseguir alcançar mais mercados”.Nenhuma descrição de foto disponível.

Orgulho

A instrutora do curso que Maria participou em 2020, Hiasmyne Silva de Medeiros declarou sua felicidade ao ver a ex-aluna destacando-se no mercado e desfrutando do aprendizado proporcionado pelo Sistema FAEMG. “Tenho imensa satisfação de saber que nosso trabalho faz a diferença na vida do produtor rural. A Dona Maria Cupertino foi uma aluna muito especial, dedicada e empreendedora. Colocou em prática o que aprendeu e conquistou novas fontes alternativas de renda. É um orgulho e alegria para mim, como instrutora fazer parte dessa história de sucesso”.

Assessoria de comunicação do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Viçosa 

CATEGORIAS
TAGS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )